top of page
  • Foto do escritorAntonela Freitas

O futuro do corretor de imóveis: tendências a observar

Conheça oito tendências que impactarão o futuro do mercado imobiliário e do corretor de imóveis


futuro do corretor de imoveis, Diego Maia

A corretagem imobiliária é uma atividade que desempenha um papel crucial na facilitação das transações de propriedades ao longo dos anos. No entanto, como todas as áreas, está sujeita a mudanças e evoluções à medida que novas tecnologias surgem e as preferências dos consumidores evoluem. Nesta reportagem especial, vamos falar sobre o futuro do corretor de imóveis e como as novidades tecnológicas podem influenciar o seu trabalho.


"Na jornada do sucesso, a atualização constante é a bússola que nos guia pelo terreno em constante transformação, permitindo que alcancemos horizontes inexplorados" - Diego Maia

Se você quiser, pode ir direto ao ponto:




Antes de avançar, escute um episódio do Podcast Bora Voar com Diego Maia:



1. Tecnologia de realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA)


A tecnologia de realidade virtual e realidade aumentada está ganhando força na corretagem imobiliária mundo à fora. Imagine poder fazer um tour virtual por uma propriedade sem sair de casa, ou mesmo conhecer um futuro lançamento imobiliário sem estar em um apartamento decorado.


Com a RV, os compradores podem explorar propriedades como se estivessem fisicamente presentes, permitindo uma análise detalhada dos espaços antes mesmo de uma visita presencial.


A RA, por sua vez, pode sobrepor informações úteis em tempo real, como detalhes sobre o bairro, escolas próximas e valores históricos de propriedades semelhantes.


2. Plataformas Online e Inteligência Artificial (IA)


Plataformas online e IA estão revolucionando a maneira como os compradores e vendedores interagem com os corretores. Chatbots equipados com IA podem responder a perguntas básicas dos clientes a qualquer hora do dia, agilizando o processo de atendimento.


Além disso, algoritmos de IA podem analisar dados de mercado para fornecer previsões de preços mais precisas em uma avaliação e recomendações personalizadas, ajudando os compradores a tomar decisões de forma menos intuitiva.


3. Evolução do papel do corretor


Com a abundância de informações disponíveis online, o papel tradicional do corretor de imóveis está se transformando.


Mais do que nunca, os corretores estão se tornando consultores e especialistas, oferecendo insights valiosos sobre o mercado, tendências locais e análises comparativas.


Em vez de simplesmente apresentar propriedades, os corretores do futuro serão fundamentais para interpretar essas informações e orientar os clientes em direção às melhores decisões.


Dica do Diego Maia: um corretor nichado, especialista em um bairro ou região específica, é a evolução que o mercado precisa.


4. Sustentabilidade e eficiência energética


A crescente conscientização ambiental está influenciando o setor imobiliário e, por tabela, a corretagem imobiliária.


Propriedades com recursos de eficiência energética e práticas sustentáveis estão se tornando mais atraentes para os compradores.


Corretores que compreendem os aspectos da sustentabilidade e podem fornecer informações sobre economia de energia, materiais ecológicos e certificações de construção estarão à frente.


5. Mobilidade e flexibilidade


A pandemia de COVID-19 trouxe à tona a importância da mobilidade e flexibilidade. A capacidade de trabalhar remotamente influenciou as preferências dos compradores em relação a suas casas.

Corretores que podem se adaptar a essas mudanças e entender as necessidades de espaço flexível e áreas dedicadas ao trabalho em casa estarão melhor preparados para atender às demandas do mercado.

Dica do Diego Maia: antes de mostrar um imóvel, seja um verdadeiro "perito" sobre a mobilidade da região. Não use "achismos".

6. Blockchain e contratos inteligentes


O uso de tecnologia blockchain* na corretagem imobiliária é uma tendência. Contratos, registros e escrituras assinados digitalmente são tendência iminente, condenando ao ostracismo operações imobiliárias que ainda trabalham, prioritariamente com a papelada: formulário disso, ficha daquilo...


*Mas o que é blockhain?


Blockchain, em português "cadeia de blocos", é uma tecnologia de registro descentralizado e distribuído que tem a capacidade de registrar transações de forma segura, transparente e imutável. Ela é a base da maioria das criptomoedas, como o Bitcoin, mas suas aplicações vão muito além do universo das moedas digitais.


A ideia fundamental por trás do blockchain é criar um registro de transações que seja compartilhado por diversos participantes da rede, eliminando a necessidade de uma autoridade central para validar e intermediar as transações. Isso é alcançado por meio da criação de "blocos" que contêm um conjunto de transações e que são encadeados em sequência, formando uma "cadeia de blocos".



7. Personalização da experiência do cliente


A personalização da experiência do cliente é uma tendência crucial no futuro da corretagem imobiliária.


Com a quantidade de dados disponíveis, os corretores podem adaptar suas abordagens de acordo com as preferências individuais dos compradores.


Isso inclui a recomendação de propriedades específicas, o envio de informações relevantes e a criação de interações mais significativas.


Dica do Diego Maia: a corretagem perfeita não é oferecer seus produtos a todas as pessoas. É oferecer o produto certo para a pessoa com potencial para adquirir aquele produto.

8. Regulamentações e ética


À medida que a tecnologia avança, questões éticas e regulatórias também se tornam mais relevantes. Questões relacionadas à privacidade dos dados (como a LGPD - Lei Geral de Proteção de Dados), uso de IA e transparência nas transações serão pontos críticos a serem abordados.


Dica do Diego Maia: corretores éticos e bem informados serão essenciais para garantir que os interesses dos clientes sejam protegidos.

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) desempenha um papel fundamental no mercado imobiliário, redefinindo a maneira como as informações pessoais são coletadas, processadas e protegidas.


Com a quantidade significativa de dados pessoais envolvidos nas transações imobiliárias, desde informações financeiras até detalhes de residências, a LGPD visa assegurar que as informações dos clientes sejam tratadas com o devido respeito à privacidade e segurança. Corretores e empresas imobiliárias devem adotar práticas transparentes de coleta e uso de dados, obtendo consentimento explícito dos clientes e implementando medidas robustas de segurança cibernética para evitar vazamentos ou acessos não autorizados.



Conclusão sobre o futuro do corretor de imóveis


O futuro da corretagem imobiliária será moldado por avanços tecnológicos, mudanças nas preferências dos consumidores e uma ênfase crescente na sustentabilidade e personalização.


Os corretores que conseguirem abraçar essas tendências e se adaptar a elas estarão bem posicionados para prosperar no cenário imobiliário em constante evolução.


O foco na excelência profissional, na compreensão das novas tecnologias e na manutenção de altos padrões éticos será fundamental para garantir o sucesso nesse setor emocionante e dinâmico.

bottom of page